Cartas de Agradecimento: 01 de outubro de 2014

  • Email This Post Email This Post
  • Print This Post Print This Post

1. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Há mais ou menos um ano, minha filha viajou para estudar em outro país. Ficaria um ano fora de casa, com pessoas estranhas, língua e costumes diferentes, mas, logo que chegou lá, encontrou um anjo de bondade que a ajudou muito.

O tempo foi passando e eu sempre pedindo por ela para que tudo desse certo. Numa manhã de domingo, recebi a notícia de que ela estava internada num hospital com apendicite e deveria fazer uma cirurgia de emergência. Me desesperei por ela estar num país distante e sozinha.

Acredito muito que neste momento Nossa Senhora intercedeu a Deus por ela. Os médicos a atenderam no momento certo e ela se recuperou muito bem, tudo pelo atendimento público de saúde. E este anjo de pessoa que ela conheceu a ajudou muito neste momento, pois como eu não podia estar lá, só me restava rezar. E foi o que fiz. E continuo sempre fazendo minhas novenas em agradecimento e pedindo sempre pela minha família.

Obrigada, querida Mãezinha do Perpétuo Socorro!

Uma devota eternamente agradecida.

2. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Foi com muita fé e oração que recebemos dois presentes de DEUS em menos de um ano. O primeiro foi a reaproximação do meu marido com meus pais, após um ano de distanciamento gerado por um desentendimento. Hoje voltamos a partilhar momentos importantes com eles, por intermédio de um grande presente, nossa afilhada.

E o segundo presente recebemos no dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro: um lugar de Paz e Tranquilidade tão sonhado por mim e pelo meu marido para construirmos nosso futuro lar.

Desde o início de nossas buscas, o Menino Jesus, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e São José nos mostraram o caminho e nos ensinaram que, para alcançarmos graças, é preciso FÉ e AÇÃO.

Aprendemos muito nesta jornada, mas principalmente que tudo acontece no TEMPO de DEUS, diferente do nosso tempo, que muitas vezes se baseia na nossa ansiedade. Obrigada, meu Deus e minha Mãezinha!

Uma devota eternamente agradecida.

3. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Após nove anos de casados, decidimos ter um bebê. Nossa casa estava quase pronta e queríamos formar uma família. Minha esposa engravidou e ficamos muito felizes, até que certo dia recebi uma ligação do colégio onde ela trabalha para que fosse buscá-la. Uma criança que estava correndo no pátio havia batido a cabeça na barriga dela. No caminho para o hospital, ela reclamou um pouco de dor e, ao descer do carro, percebemos que o banco estava todo molhado.

Ficamos assustados pensando que a bolsa havia se rompido e tivemos medo de perder nosso bebê. Então, como somos devotos de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, pedi com toda a minha fé, que Ela intercedesse e segurasse nossa criança. Depois de examinar minha esposa, a médica disse que não sabia dizer que líquido era o que molhou o banco porque estava tudo bem com o bebê.

Depois disso, a gestação transcorreu normalmente e o parto foi normal. Hoje, nossa filha tem um mês e meio e é muito saudável. Somos uma família feliz e muito agradecida a Deus e a Nossa Senhora.

Uma família eternamente agradecida.

4. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Meu avô faz as novenas desde que eu nasci e prometeu que, se eu passasse no vestibular de Medicina, faríamos juntos uma novena, como forma de agradecimento. Foi um ano muito difícil; passava a maior parte do tempo apenas estudando. Não tinha muita expectativa, pois era meu primeiro vestibular e de um curso muito concorrido. Mas, fui aprovado na Universidade Federal do Paraná e, conforme meu avô havia prometido, fiz a novena, gostei muito e desde então venho toda quarta-feira ao Santuário.

Nesses seis anos, meu avô sempre comentou como ele se sentiria feliz e orgulhoso ao ver eu me tornar médico. Faltando um mês para minha formatura, ele fez uma cirurgia, a princípio simples, mas teve uma complicação pulmonar. Precisou de UTI e respirava por aparelhos. Foram três semanas de muita preocupação e eu só pedia a ajuda de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, pois o quadro era muito grave.

E, graças à intercessão de nossa Mãezinha, ele evoluiu bem e logo foi para casa. Essa semana é minha formatura e estou emocionado em saber que ele estará presente e juntos realizaremos um sonho.

Um neto devoto eternamente agradecido.

5. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Comecei a participar das novenas em agosto de 2013, a convite de minha mãe, e pedia por um emprego, pois estava numa situação difícil. Mas venho pedindo também por saúde. Minha mãe precisa fazer uma cirurgia de redução de estômago e nos exames pré-operatórios apareceu uma mancha no pulmão.

O médico resolveu operar, mesmo sem saber se era algo benigno ou não. E, graças a Deus e a Nossa Senhora, ele tomou essa decisão porque minha mãe estava com câncer no pulmão. Hoje está curada, pois a doença foi descoberta bem a tempo e ela teve o tratamento adequado.

Agradeço imensamente a Nossa Mãe do Perpétuo Socorro por estar presente em nossa vida e tocar o nosso coração. Participo das novenas com muita fé e gratidão por tantas graças recebidas por mim e minha família.

Uma devota eternamente agradecida.

Responder